Corte rude

Há uns tempos encomendei um livro da Amazon.de: The Guinea Pig Diaries.

O livro é escrito pelo mesmo tipo que escreveu o The Know-It-All e o The Year of Living Biblically — A. J. Jacobs, um dos meus autores favoritos.

Ao receber a encomenda, vim a correr para casa para abrir o livro e deparei-me com este corte lateral nas páginas:

“Erro de produção?”, pensei eu imediatamente. Não, respondeu a Amazon nesta nota dentro do livro (em alemão):

Em tradução livre:

Cumprimentos da Amazon.de!

Você encomendou um livro cujas páginas parecem ter sido cortadas com uma faca desafiada. Isto não é um erro, mas antes uma técnica de acabamento especial.

Este estilo é conhecido como “corte rude” e é popular entre os leitores americanos por dar a impressão do livro ter sido preparado manualmente.

Se não estiver satisfeito com o artigo, naturalmente aceitaremos o retorno sem quaisquer custos para si.

bla bla bla (o resto não interessa).

Eia, não o ia devolver de qualquer das formas, porque mesmo que tivesse sido um erro, não seria grande o suficiente para me dar a esse trabalho.

Mas fiquei bem impressionado com o serviço da Amazon. Pergunto-me se tiveram muitas devoluções antes de acrescentar a nota.

Por outro lado, não sei o que dizer acerca do estilo de corte. É engraçado pela sua originalidade, mas o facto é que por vezes torna um pouco mais difícil de virar as páginas — foi preciso habituar-me a pegar nelas por baixo ou por cima, e nunca pelos lados.